• Equilíbrio Psi

QUANDO DEVEMOS PROCURAR AJUDA?

Por Solange Matassoli Gomes – Psicóloga CRP/RJ 05/35480



Gostaria de iniciar este artigo, com a seguinte pergunta: O que é ter saúde? A resposta parece simples, pois certamente a grande maioria responderia que ter saúde é não ter alguma doença instalada no corpo e na mente. Eu diria que ter saúde significa viver bem, ter qualidade de vida, dispor de bem estar físico, psíquico e social.


Porém, podemos constatar que em nosso dia a dia, nem sempre é fácil alcançarmos este equilíbrio tão desejado. Vivemos intensamente, corremos atrás de nossos sonhos e ideais e na medida do possível, enfrentamos sozinhos, dificuldades que vão surgindo pelo caminho e as arrebatamos bravamente. Infelizmente, nem tudo sai como esperamos, e os resultados às vezes nos frustram e não sabemos lidar com esses supostos “fracassos”. Daí, alguns sinais começam a surgir, apontando que “algo não está bem”. Começamos a sentir-nos infelizes e inadequados, fechamo-nos em nosso próprio mundo e através de “encaramujamento”, nos isolamos de tudo e de todos, nos percebemos incapazes, injustiçados e incompreendidos. Há ainda aqueles que agridem e descontam seus problemas nas pessoas que estão ao seu redor, sejam eles amigos, chefes, cônjuges ou filhos. E assim, o desequilíbrio surge através da insônia, da depressão, da ansiedade, do cansaço, dos medos, das compulsões, das mudanças bruscas de humor, enfim… O que fazer?


Muitas pessoas acreditam que melhorar é só uma questão de força de vontade. É verdade, desde que essas pessoas já tenham encontrado a resposta que precisem e enfrentem o desafio de implementá-las. Porém, há pessoas que se vêem envolvidas numa “areia movediça” e percebem que quanto mais tentam a solução de seus problemas, fatigam-se e parece não sair da rede em que se encontram. Então, é chegada a hora da melhor tomada de decisão, porém nem sempre muito fácil, mas inevitável.


A busca de um auxílio psicológico, através de um profissional competente, poderá ajudá-lo, levando-o a um autoconhecimento, fazendo com que você se aceite enquanto indivíduo, valorizando-se e tenha condições necessárias para que possa resolver seus problemas, buscando o equilíbrio entre suas emoções, pensamentos e seus comportamentos para favorecer atitudes que gerem segurança e bem estar.


Contudo, é importante salientar que para atingir esse ponto de equilíbrio, é necessário que o cliente abandone expectativas exageradas de melhora a curto prazo, pois o problema que no momento o aflige é apenas a ponta do iceberg que provavelmente foi construído durante toda sua história de vida.


Considero relevante ressaltar que às vezes, dependendo do comprometimento da doença mental aliada a uma causa orgânica, faz-se necessário associarmos o tratamento psicoterapêutico desenvolvido pelo psicólogo à terapia medicamentosa, onde o papel do psiquiatra é fundamental, uma vez que a área de incidência deste profissional é a medicação de modo a tratar as doenças mentais.


Enfim, investir em saúde mental significa melhorar sua qualidade de vida que, por conseguinte refletirá em seu crescimento pessoal.


Reserve um tempo para cuidar de VOCÊ!!!

2 visualizações